sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008

A vida na Campus Party

Sim, eu estou na Campus Party. Aliás, eu poderia dizer que estive, que estou e que estarei, porque até domingo ainda tem um certo chão, embora grande parte já tenha passado.

A minha missão aqui é muito mais do que pessoal. Fiz minha matrícula na ECA na segunda de manhã e à tarde eu estava aqui para começar a cobertura do evento pelo Remixando, do qual sou editor. Vou tentar dizer um pouco de como tem sido essa semana por aqui.

Área de imprensa
Chamada de aquário, reúne apenas os veículos da grande imprensa. Pequenos, como nós, não temos acesso. São muitas as desculpas que eles dão, mas isso não importa. Fato é: não faz a menor diferença. Aliás, melhor mesmo é ficar junto com as pessoas. É aqui que as coisas acontecem, onde as histórias existem. Os jornalistas que ficam çá dentro já foram muito satirizados. Já até colocaram uns dizeres em sufite colada nos vidros: "jornalistossauro", entre outras referências ao seres atrasados do jornalismo.

Conexão 5,5 Gb
É, é muito legal sim. Não fico fazendo download, porque meu computador não está aqui, ao contrário da maioria dos participantes. Mas pelo que consegui brincar, dá pra fazer uns estrago. Na navegação, sinceramente, não sinto muita diferença da conexão de 1 Mb em casa.

Morar na Bienal
Nunca gostei de acampamentos, não ia gostar de morar aqui mesmo. Por isso que eu dormi mesmo só um dia aqui, os outros eu passei trabalhando. Volto para casa durante o dia para me trocar, tomar banho e me alimentar decentemente - o que é impossível por aqui.

Repercursão do trabalho
Essa é a melhor parte. Além do prazer de fazer o que fazemos, ou seja, contar as histórias da Cammpus Party, ainda estamos conseguindo uma super repercursão. Estamos na home do IG todos os dias com as nossas chamadas. temos destaque no site do evento e na home de outros, como o Jornalistas da Web e Comunique-se. O vídeo que fizemos (mérito para o Fernando Silva, que tem uma grande visão sobre vídeo) passou na TV Cultura e ficou em destaque no site do evento e no Educarede. Já tivemos mais de 1500 visualizações do vídeo em dois dias.

Então, enquanto não estou por aqui, estou por lá. Aos que sentem saudades imensas do meu texto, dêem uma olhada no Remixando. Apesar de eu quase não dormir e estar imensamente cansado, vale a pena.

2 comentários:

  1. Oi, Felipe. Bem, pena que acabou a Campus Party. Agora só em 2009...Looooongeeeeeeee...rs...
    Beijos e sucesso!

    ResponderExcluir
  2. E pelo jeito você gostou né?
    Beijos!

    ResponderExcluir