quarta-feira, 4 de julho de 2007

Império da malandragem

Nossa cultura está fortemente ligada à idéia de levar vantagem sobre outro, de preferência de forma ilícita, malandra, que evidencie sua capacidade de burlar alguma regra. Em tudo, o "levar vantagem" parece predominar. Nos traz até uma fama de desonestidade.

Ontem mesmo estava no metrô e ouvi umas pessoas falando sobre como conseguiam ganhar dinheiro fazendo serviços "por fora" - e ilegais, claro. Era instaladores de uma empresa de TV a cabo. Um deles se gabava por ganhar muita grana fazendo puxando pontos pelos quais a pessoa não paga. Algo que não é só culpa dele, diga-se. Quem "compra" o serviço ilegal é tão ladrão quanto quem o "vende".

Não é o único exemplo. Quantas pessoas vc conhece que usam a tal carteirinha de estudante falsa? A fraude é tão absurda que os cinemas de São Paulo começaram a não aceitar a carteirinha. Só se for da faculdade, e com ano.

Há diversas razões históricas para isso. Não justifica, mas explica um pouco disso tudo. Mas eu não consigo me conformar com esse tipo de coisa.

Um comentário:

  1. Pedro nastri / Pedro Oswaldo Nastri11:25 AM

    É um absurdo, entidades ditas como representantes da classe estudantil, no afã de ganhar cada vez mais, cobrar quase que 10% do valor de um salário mínimo, para emitir documentos afim de dar um direito adquirido para o estudante.
    Existe uma associação chamada GRAERP que oferece gratuitamente, carteirinhas estudantil para escolas da rede pública
    o link é este:
    http://www.graerp.blogspot.com/

    ResponderExcluir